Você está na seção do nosso site dedicado às contribuições de todos aqueles que estão interessados em emigrar para o Brasil no século 20.
Eu quero que você escrever posts sobre sua cidade ou em seu site, onde você vive, ou apenas sobre a vida no Brasil ou, na República Checa? Você tem em seu alguém vizinhança que poderia fazer sua história em uma onda mosaico de emigração da Bohemia para o Brasil? Então, não hesite em contactar-nos, vamos publicar suas contribuições, uma nova mensagem será por algum tempo exposto na primeira página do nosso site, arquivar mensagens antigas podem ser encontradas aqui nesta seção.

VAMOS ESQUIAR? ENCONTRE SEU DIVERTIMENTO ÚNICO NO INVERNO EUROPEU

Aproveitar as férias no inverno europeu pode ser combinado com adrenalina! Já pensou? Que tal aprender e esquiar? Se você não é tao fã de esportes radicais, não se assuste. Há pistas de gelo para iniciantes e você pode garantir diversão e condicionamento físico em uma única atividade. Se você gosta de descobrir novos destinos, longe dos mais cotados, tenho uma dica para você.

A cidade de Harrachov, na República Tcheca, distante cerca de 150km da capital Praga, fica em uma área montanhosa próxima à divisa do país com a Polônia, no vale do rio Mumlava. Harrachov é um local muito procurado pelos apaixonados pelo esporte na europa, mas ainda desconhecido pelos brasileiros. A maioria dos turistas por aqui são poloneses, até porque a cidade polonesa mais próxima fica a 300m de distancia, além de russos e alemães. Tem uma geografia bem favorável, na região alta de Krkonoše. Os hoteis dispõem de aluguel de equipamentos, além de oferecer discontos nas escolinhas de esqui espalhadas pela cidade.

Leia mais:VAMOS ESQUIAR? ENCONTRE SEU DIVERTIMENTO ÚNICO NO INVERNO EUROPEU

Intercâmbio entre culturas Brasil e República Tcheca

 Não é novidade a integração cultural entre países estrangeiros. A atividade do escambo, a troca de mercadorias, tudo isso já provocou um conexão entre diferentes tradições há séculos atrás. Um estrangeiro que mora na europa, por exemplo,  mesmo sem querer, pratica alguns de seus hábitos como se estivesse em seu país e aprende a unir a característica do local e sua maneira pessoal. Essas atividades, às vezes, até inconsciente, provoca uma troca imediata nas relações pessoais.

Leia mais:Intercâmbio entre culturas Brasil e República Tcheca

Depoimento de Carolina Santos, Campinas (São Paulo), fevereiro de 2013

Nossa ascendência é algo que pode, definitivamente, nos influenciar. Para mim, o fato de ser brasileira e descendente tcheca, por ter minha avó materna nascida em Zlin em 1941, e vinda ao Brasil em 1947, possibilitou à minha família brasileira a vivência de aspectos culturais tchecos muito fortes. Quando criança, nutria o costume de cantar e dançar músicas tchecas, orar em tcheco e, ainda hoje, a culinária tcheca é algo muito presente no dia-a-dia familiar. Além disso, minha avó, mesmo que nunca tenha se reencontrado com os parentes que lá deixou, ainda mantém contato com muitos deles por meio de correspondências e e-mails.

Leia mais:Depoimento de Carolina Santos, Campinas (São Paulo), fevereiro de 2013